sexta-feira

pequenas grandes causas

Destruir relacionamentos é sempre difícil. Ficam alguns rancores e aquela palavra presa. Mas vai ser isso. É preciso entrar na sala e encarar um por um e destruir. Romper. Baseada na causa – e qual é a causa? A própria falta de. É preciso destruir esse círculo, essa massa instaurada. Cada movimento ali precisa ser preci(o)so, cada pequena causa que é o aonde se quer chegar precisa ter um porque chegar. Se não for assim não caibo. Não cabe. Necessidade de algo que fuja ao controle por si próprio, e não pela vontade de fugir do controle. Compreensível? Espero que seja. Destruir relacionamentos nunca é fácil. Ficam sempre palavras presas. Mas não dessa vez. É preciso entrar na sala e manter a palavra. E engolir o choro nervoso sem engolir o motivo do choro. Tudo bem, chorar, se for inevitável. Essa coisa que nasce entre os olhos. É preciso entrar na sala e dizer tudo.

Nenhum comentário: