quarta-feira

crise existencial.


Botero. Mulher lendo.



esperava o ônibus no terminal e sentia cheiro de coxinha frita. ai. que delícia.
que aroma.
o ônibus não chegava e estava do lado da tenda de coxinhas e de mil salgadinhos sedutores.
que aroma.
mas era a tenda do terminal. não estava acostumada a comer coisas na tenda do terminal. nem pelo lugar. mas achava que aquela coxinha engorda mais que qualquer coxinha. então ficou esperando o ônibus e só.
e sentindo o aroma.
o ônibus não passava não passava não passava.
aí pensou que era um sinal do mundo, que o ônibus só ia passar assim que comesse a coxinha.
mas não comeu.
e queria tanto.
mas coxinha engorda.
que aroma.
que delícia.
aí não comeu a coxinha e esperou muito tempo o ônibus.
mas sem achar que era um recado do universo, entende?

3 comentários:

Lu Marra disse...

Rsrs.. tem gente que nasce pra ser linda.. gorda, magra, triste, alegre e tal, mas o universo não tem nada com isso, esse é o xis da coxinha!

jovem cineasta disse...

... ela deve ficar se perguntando o que teria acontecido se tivesse comido a coxinha... se o onibus iria passar mais rapido ... se ela realmente iria engordar ...

juliana disse...

PARABÉNS PRA JUJUUUUBAAA!!
te ligo jájá.