terça-feira

matar leão é melhor que engolir sapo


Georgia O'Keeffe. Radiator Building, 1927.

Dar conta da solidão que é ser.
A gente, podia. A gente deveria.
Poder gritar quando fosse fosse. O que fosse.
Fugir da consonância que se precisa. Criar quando a relação é com o outro.
E fazer da indignação rotina. E não ter dó.
Sem guardar o lixo dos dias seguidos nos dias.
Que estão por vir.
A gente devia poder ver claramente. Pontos, sílabas.
Conviver com o mais baixo e mais sujo sem o menor.
Pudor.

Um comentário:

Manu disse...

Jú,
Passando pra deixar um oi...
"Eu penso
a face fraca do poema/a metade na página
partida
Mas calo a face dura
flor apagada no sonho
Eu penso
a dor visível do poema/a luz prévia
dividida
Mas calo a superfície negra
pânico iminente do nada."

Ana Cristina Cesar
Inéditos e dispersos

e um beijo!Fica bem.