quinta-feira

patadeleão

óSSio no trabalho.

Bom para descobertas. Eu estava sem conhecer Mallu Magalhães porque não tínhamos a oportunidade, então, baixei músicas e fiquei assistindo ela no Jô. Achei um barato. Gostei das músicas e tal. Mas ela me deu tanto medo (inveja também). Parece que inventou uma personagem, um jeito de se comportar meio bobinho e sem salt.

E pensando nisso agora, é legal, ela ta tirando uma com tudo. É. Bacaninha.

Aí, conversando com Gu sobre, ele disse TÁ CERTÍSSIMA (ela). TÁ NUMA IDADE QUE TODOS NÓS ACHAMOS QUE VAMOS FAZER COISAS GENIAIS. ELA SÓ FOI LÁ E FEZ. É.
O fato é que fiquei com a Mallu o dia todo na cabeça, cantarolando e vendo a cara dela.

Mas mesmo assim admirando, dá uma preguiça.

Aliás, preguiça de tudo e quero ficar o fim de semana inteiro em casa (sozinha em casa, ideal e impossível) colocando tudo em ordem, inclusive eu.
E dormindo muito.
Beijotchau.

Um comentário:

Lu Marra disse...

O duro é ficar pra sempre conhecida como "menina do Tchubiruba". Como dizem na Argentina: Carlos Gardel está cada vez melhor!