terça-feira

a-go-ra

De repente disse ‘você precisa fazer as coisas com o mínimo de amor’. A fórmula: imaginar que não há nada de mais incrível no mundo que ser garçonete, servir mesas, oh, quanta poesia, agüentar grã-fininhas e peruaças, agüentar senhores lascivos e playboys sacaninhas. De repente nada pode ser tão poético e nobre quanto levar um bife à milanesa pra mesa 23 – depois de trocar a faca comum pela faca de serra –, ou do que comandar um suco de melancia sem gelo nem açúcar para a pessoa 4 da mesa 12. De repente a percepção de que é isso que tenho agora, e que seria uma grande besteira desperdiçar, porque, oh, é tão simples e vantajoso. De repente a percepção da não-idéia do que pode vir pela frente, a incerteza, incerteza, incerteza. E de repente um anonovo sem grand finale, de repente uma saudade doída das coisas vividas anos atrás. Mas nem tudo está perdido, acho, e o grande desafio é ser sempre simpática, não esquecer a montagem das porções de entrada, pratinhos, catchup, mostarda, tabasco e molho inglês, não esquecer que para comandar o suco de limão é preciso colocar o modo de adoçar, e para a moqueca de camarão é sempre importante perguntar se é com coentro ou salsinha. Engraçado, as pessoas normalmente pedem com salsinha. Ah, e que não temos o suco de tangerina agora.


Porque tangerina é sazonal.

4 comentários:

nateta disse...

eu amo essa mulher!

Anônimo disse...

Transtorno de Personalidade Histriônica
Como se caracteriza ?
Caracteriza-se pela tendência a ser dramático, buscar as atenções para si mesmo, ser um eterno "carente afetivo", comportamento sedutor e manipulador, exibicionista, fútil, exigente e lábil (que muda facilmente de atitude e de emoções).
Aspectos essenciais

Busca freqüentemente elogios, aprovações e reafirmações dos outros em relação ao que faz ou pensa.
Comportamento e aparência sedutores sexualmente, de forma inadequada.
Abertamente preocupada com a aparência e atratividade físicas.
Expressa as emoções com exagero inadequado, como ardor excessivo no trato com desconhecidos, acessos de raiva incontrolável, choro convulsivo em situações de pouco importância.
Sente-se desconfortável nas situações onde não é o centro das atenções.
Suas emoções apesar de intensamente expressadas são superficiais e mudam facilmente.
É imediatista, tem baixa tolerância a adiamentos e atrasos.
Estilo de conversa superficial e vago, tendo dificuldades de detalhar o que pensa.

Anônimo disse...

Juliana, infelizmente nem todos os anônimos têm a classe de permanecer anônimos a despeito das eventualidades (adversidades?) que a vida nos reserva. Eu, anônimo convicto (do seu blog, claro), me vi impingido a manifestar minha indignação pelo comportamento apatetado do colega ao lado (acima ou abaixo). Vê-se que se trata de um amador, provavelmente destratado nas suas belas linhas mais recentes... Felizmente, o mundo dos anônimos não é dedicado somente a estultices, nós também somos bons e ternos, e sabemos apreciar a beleza com o respeito que ela merece. Por favor, em nome dos anônimos, aceite minhas mais sinceras desculpas.

Juliana Amato disse...

Ah, Anônimo2. Tá tudo bem. Eu quase morri de tristeza quando li o comentário, mas agora já superei. Hohohohohohoh.