sexta-feira

o que (talvez) virá


Em 2009 eu não quero perder outro amor da minha vida. Não quero ser tão tolerante com os próprios erros e quero estar bem menos disposta a me dar segundas chances. Não vou tentar parar de fumar em 2009, mas já me inscrevi na academia, o que significa que parar de fumar pode ser mera conseqüência. Pretendo continuar fora de foco, como terminei 2008, mas não tão fora de foco como terminei 2008. Melhor: ter foco em todos os focos. De modo que, de tanto repetir a palavra foco, ela acaba de perder o sentido. Em 2009 será publicado um livro do qual estou participando. E espero que tudo continue muito inspirador. Talvez em 2009 eu tome coragem e leia algum filósofo bem hermético. Talvez eu mude de trabalho, mas não tantas vezes como ano passado. Talvez eu recupere uma dose da fé perdida, dos amigos perdidos, de palavras perdidas. Perder. Vi muitos perderes em 2008, cenas assim. Vi essa cena, milhares de vezes, e ainda não lembro como ela termina.

Nenhum comentário: