quarta-feira

buenos aires 1

na bagagem não coube casaco
de couro
ou mafalda, de quino
nem os increíbles alfajores
Havanna

a bagagem voltou apertada
cheia de vontade
de ficar

Um comentário:

Silvério Bittencourt disse...

Olá Juliana,

Gostei muito de seus poemas; me parecem extremamente naturais (não me pergunte por que)

Gostaria de saber quais suas leituras!!

Abraços

Silvério